Quem sou eu

Minha foto
Brumadinho, MG, Brazil
Ivani Ferreira é professora e blogueira . Possui graduação em Letras pela Faculdade Asa de Brumadinho (2006), Normal Superior pela Universidade Federal de Montes Claros(2005), especialização em Psicopedagogia pela Universidade Federal Castelo Branco (2007), Supervisão Pedagógica pela FINON (2008). Professora efetiva na rede Municipal de Brumadinho desde 2005, porém, atua na rede municipal com turmas da Educação Infantil , Ensino Fundamental 1 e 2 , desde o ano de 2002. Trabalhou como supervisora pedagógica na Escola Municipal Leon Renault- Brumadinho/MG (2013- 2016). Atualmente trabalha como professora da Educação Infantil na EMEI Nair das Graças Prado em Brumadinho/MG. Sejam bem vindos(as)!!!

terça-feira, 29 de março de 2016

Roda de Conversa Temática: Desafios da Educação do Campo

A Roda de Conversa Temática: desafios da Educação do Campo, contou com a participação dos Supervisores das Escolas do Campo do Sistema Municipal de Ensino de Brumadinho.
Parabéns a Diretora de Ensino Gislene Dutra pela organização, dedicação e empenho!




Livro didático adotado em nosso município é da Coleção Campo Aberto.

sábado, 26 de março de 2016

10 MUSIQUINHAS LINDAS E FÁCEIS PARA CANTAR, BRINCAR E FAZER OS GESTOS - ...

Músicas diversas para a educação infantil

MÚSICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL


A CANOA
A canoa virou
Pois deixaram ela virar
Foi por causa de Maria
Que não soube remar
Se eu fosse um peixinho
E soubesse nadar
Eu tirava Maria
Do fundo do mar
Siri pra cá,
Siri pra lá
Maria é bela
E quer casar.

A CASA
Era uma casa muito engraçada
Não tinha teto não tinha nada
Ninguém podia entrar nela não
Porque na casa não tinha chão
Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede
Ninguém podia fazer pipi
Porque pinico não tinha ali
Mas era feita com muito esmero
Na rua dos bobos número zero.
A COBRA
A cobra não tem pé, a cobra não tem mão
como é que a cobra sobe no pezinho de limão?
como é que a cobra sobe no pezinho de limão?
A cobra vai subindo, vai, vai, vai
Vai se enrrolando, vai, vai, vai
A cobra não tem pé, a cobra não tem mão
Como é que a cobra desce do pezinho de limão?
Como é que a cobra desce do pezinho de limão?
A cobra vai descendo, vai, vai, vai
Vai desenrrolando, vai, vai, vai.
DONA ARANHA
A dona aranha subiu pela parede
Veio a chuva forte e a derrubou
já passou a chuva e o sol já vai surgindo
e a dona aranha continua a subir
COELHINHO DA PÁSCOA
Coelhinho da Páscoa,
Que trazes pra mim?
Um ovo, dois ovos,
Três ovos assim.
Coelhinho da Páscoa,
Que cor eles têm?
Azul, amarelo e vermelho também,
Azul, amarelo e vermelho também!
CAI CAI BALÃO
Cai cai balão
Cai cai balão,
Na rua do sabão
Não Cai não, não cai não, não cai não
Cai aqui na minha mão!
Cai cai balão, cai cai balão
Aqui na minha mão
Não vou lá, não vou lá, não vou lá
Tenho medo de apanhar!
BORBOLETINHA
Borboletinha esta na cozinha
fazendo chocolate
para a madrinha
Poti, poti
perna de pau
olho de vidro
e nariz de pica-pau pau pau
ATIREI O PAU NO GATO
Atirei o pau no gato (to, to)
Mas o gato( to, to)
Não morreu (reu. reu)
Dona Chica (ca, ca)
Admirou-se (se, se)
do berro, do berro que o gato deu.
Miau!
INDIOZINHOS
Um , dois, três indiozinhos
quatro , cinco, seis indiozinhos
sete , oito, nove indiozinhos
dez num pequeno bote
Iam navegando pelo rio abaixo
Quando o jacaré se aproximou
E o pequeno bote dos indiozinhos
quase, quase virou
quase, quase virou
MAIS NÃO VIROU!
PINTINHO AMARELINHO
Meu pintinho amarelinho
Cabe aqui na minha mão,na minha mão
Quando quer comer bichinhos
Com seus pezinhos
Ele cisca o chão,ele bate as asas,
ele faz piu-piu,mas tem muito medo
é do gavião {BIS}
JANELINHA
A janelinha fecha
Quando está chovendo
A janelinha abre
Se o sol está aparecendo
Fechou, abriu
Fechou, abriu, fechou
Abriu, fechou
Abriu, fechou, abriu
SAPO
O sapo não lava o pé
Não lava porque não quer
Ele mora lá na lagoa
Não lava o pé porque não quer
Mas que chulé!
PEIXINHO
Se eu fosse um peixinho
Se eu fosse um peixinho
E soubesse nadar
Tirava a Maria
Lá do fundo do mar.
PEIXINHO NO ÁQUARIO
Eu tenho um peixinho no aquário
Colorido e brincalhão
Gira, gira
Que mergulho
Só pra chamar atenção.
JACARÉ
Jacaré esta no caminho
Esta querendo nos pegar
Ele tem a boca grande
É de tanto ele chorar
Uhhh jacaré
Uhh jacaré
Jacaré mora na lagoa
Ele tem uma vida boa
Se parece que está dormindo
É mentira ele está fingindo!
JACARÉ
Eu conheço um jacaré
Que gosta de comer
Esconda seu (pezinho)
Se não o jacaré
Come o seu pezinho
E o dedão do pé!
SEU LOBATO
Seu lobato tinha um sítio, ia, ia, ô
E no seu sítio tinha uma (vaquinha), ia, ia, ô
Era muuu pra lá
Era muuu pra cá
Era muuu pra todo lado
Ia, ia ô!
ELEFANTE
O elefante queria voar
A mosca disse você vai cair
O elefante teimoso voou
Voou, voou e caiu!
CASINHA
Fui morar numa casinha, nha, nha
Enfeitada, da
De cupim, pim, pim
Saiu de lá, lá, lá
Uma lagartixa, xá
Olhou pra mim (2x)
E fez assim, brrrrrrrrrr
CASA TORTA
Quem mora na casa torta
Sem janelinha e sem porta
Quem mora na casa torta
Sem janelinha e sem porta
O elefante com rabo de barbante
O papel de ocúlos e chapéu
O botão que toca violão
E o pente com dor de dente
Quem mora na casa torta
Sem janelinha e sem porta
Quem mora na casa torta
Sem janelinha e sem porta
O gato que usa sapato
Que tem retrato no quarto
Uma florzinha pequeninha
Que usa saia curtinha

SEREIA
Perdi meu anel no mar
Não pude mais encontrar
E o mar me trouxe a concha
De presente para me dar
Ou está na boca da baleia
Ou então no dedo da sereia
Ou então o pescador pegou o anel e deu pra o seu amor

TOMATINHO
Um dia o tomatinho vermelho
pela estrada rolou, rolou
e um grande caminhão veio
e o atropelou…
coitado do tomatinho
nada, nadinha sobrou, sobrou
e o pobre do tomatinhoooooo
catchup virou, catchup virou!

TOM E JERRY
Tom é um gato
Jerry é um rato
Corre, pega, não deixe escapar
O gato atrás do rato faz a briga começar!

GATO PINTADO
Gato pintado, quem foi que te pintou?
Foi a …. que por aqui passou
Que cor??

RATINHO
Tic, tita, tic ta
O rato subiu até lá
Relogio bateu, e o rato desceu…
Tic, tita, tic ta

ANDREIA A BORBOLETA VELHA
Andréia, Andréia é a borboleta velha (2x)
Ela é velha e voa assim
Balança as anteninhas e pisca pra mim
Mas eu amo, amo e gosto dela assim
De asas abertas, de asas fechadas, todinha pra mim
Eufragio, Eufragio é o borboleto macho (2x)
Ele é macho e voa assim
Balança as anteninha e pisca pra mim
Mas eu amo, amo, e gosto dele assim
De asas abertas, de asas fechadas, todinho pra mim.

A GALINHA ZEFA
A zefa é uma galinha
Charmosa e inteligente
Vive ciscando para frente, vive ciscando para tráz
Bate as suas asinhas
Meche as suas perninhas
Mas na hora de fazer
Cocororococóoo
Não faz!

PATINHO
Um patinho na beira da lagoa
Ele grita, ai que água boa!!
Bate as asas, choq, choq
Abre o bico, quac, quac, quac
Dois patinhos na beira da lagoa
Ele cochicha, ai qui água boa…..

LUCINHA
Eu vi a Lucinha na chaminé
Tão pequenina fazendo o café
É de chá, chá, chá
É de ché, ché, ché
Desça Lucinha da chaminé
Desça depressa senão quebra o pé!

COBRINHA
Era uma vez, uma cobrinha
Que só pensava em se esconder
Um belo dia dona cobrinha
Fez um buraco para se esconder
Dona cobrinha, uhuuuuu
Tirou areia deste buraco
Pego a cobrinha ponho de lado
Digo para ela não mais fazer
Nenhum buraco para se esconder!

PANTERA COR DE ROSA
Cheguei em casa sentei no almofadão
Puf, puf
Para assistir televisão
Tic, tic
Apareceu uma figura engraçada
Te contei? não?, te contei? Não?
Era a pantera cor de rosa
Parã, parã, parãrãrã!

JOANINHA
Dentro da caixinha mora a joaninha
Sempre bem feliz ela vai brincar
Mexe, mexe, mexe, mexe, joaninha
Mexe, mexe, mexe e depois vai descansar!

BOM DIA
Bom dia começa com alegria
Bom dia começa com amor
O sol a brilhar
Passarinhos a voar
Bom dia, bom dia, bom dia.

BOM DIA
Chegou a hora de dizer… bom dia
De dizer.. bom dia, dizer bom dia..
Olho para o lado e comprimento meu amigo
Olho para o outro também vou comprimentar
Oi, alô, bom dia, tudo pronto que alegria
Pode a roda começar.

LEÃO
O leão é o rei
Mora na floresta
Quando ele chega
Começa a festa
O leão é um animal
Muito forte e brutal
Quando ele abre a boca
Sai um grito animal
Grrrr…

MACACO
O macaco na floresta
Resolveu fazer uma festa
Fez um bolo de banana e de jiló
Todos os bichinhos que comeram
Na barriga deu um nó
Coitadinho do leão foi parar lá no japão
Dig, dig, dig, dom.

TELEFONE
Alô, alô, alô resolvi telefonar
Alô, alô, alô pro…. eu vou ligar
Como vai
Eu vou bem
Um beijinho vou mandar
Smack, smack!
E agora tchau, tchau, tchau
Eu preciso desligar tchaaaauuuu.

RATINHO
O ratinho bonitinho
Que vazia quic, quic, quic
Comeu todo o meu queijinho
Que estava bem ali
Eu armei a ratoeira
Para pegar o traidor
Mas peguei o meu dedinho
Puxa vida ai que dor
Ai, ai, ai, ai, ai
Que ratinho traidor.

BOLINHA DE SABÃO
A bolinha de sabão
Sobe, sobe sem parar
Ela é toda colorida
Maseu tenho que estourar
Bummm

PARA CANTAR
Para cantar bem eu abro a boca assim
Ahhhhh
E faço um bico assim
Hummmm
E uma bochecha assim
Estouro pipocas com a boca assim
Ploc, ploc
E solto a voz a a atchimmmmm.

CHORA CHORA
Chora,chora, chora
Para de chorar
Põe a mão na cabeça
A outra na cintura
Da um requebrado
Salpica no sapateado
Da um abraço no amigo do lado
Pergunta como tem passado
Muito bem, bem, bem.
BARATA

A Barata diz que tem sete saias de filó
É mentira da barata, ela tem é uma só
Ah ra ra, iá ro ró, ela tem é uma só !
A Barata diz que tem um sapato de veludo
É mentira da barata, o pé dela é peludo
Ah ra ra, Iu ru ru, o pé dela é peludo !
A Barata diz que tem um sapato de fivela
É mentira da barata, o sapato é da mãe dela
ah rá rá, oh ró ró, o sapato é da mãe dela
A Barata diz que tem uma cama de marfim
É mentira da barata, ela tem é de capim
Ah ra ra, rim rim rim, ela tem é de capim
A Barata diz que tem um anel de formatura
É mentira da barata, ela tem é casca dura
Ah ra ra , iu ru ru, ela tem é casca dura
A Barata diz que tem o cabelo cacheado
É mentira da barata, ela tem coco raspado
Ah ra ra, ia ro ró, ela tem coco raspado.

Plano de aula para o 2º e 3º ano do ensino fundamental

Disciplina: Matemática





Conteúdos: 


  • Números naturais
  • Sistema de numeração decimal
  • Valor posicional
  • Sequência numérica
  • Decomposição e composição de números

Eixos: Compreensão do sistema de numeração decimal, habilidade de cálculos com números de várias ordens.
Compreensão do valor posicional de cada algarismo no número.
Construção de sequências numéricas de 1 em 1, 2 em 2, 3 em 3, 4 em 4, 5 em 5 e assim sucessivamente.

Objetivos: Construir significado do número natural através de contagens, medidas, códigos, etc, explorados em diversos contextos e situações problema e deles se apropriar.
Interpretar e produzir escritas numéricas, inicialmente observando os números naturais e, em seguida, compreendo as regras do sistema de numeração decimal.
Reconhecer a ordem de grandeza de unidades, dezenas e centenas.
Compor, decompor, comparar e ordenar números naturais.

Desenvolvimento das atividades

Contar história dos números naturais para os alunos.
Pedir que os alunos colassem no caderno gravuras onde se utiliza números.
Trabalhar com sequências numéricas diversas
Completar tabelas com sequências numéricas.
Trabalhar com ábaco.
Confeccionar material dourado para cada aluno.
Trabalhar com o material dourado explicando o valor de cada peça ao aluno para compreensão do sistema de numeração.
Cartazes na sala de aula sobre unidade, dezena e centena.
Trabalho em grupo, (apresentar peças do material dourado ao aluno e perguntar que número representa ex: 4 barras e 2 cubinhos) .

Recursos didáticos

Gravuras, cola, régua, tesoura, ábaco, material dourado, cartolina, Q.P, câmera digital.



Avaliação

Será continua observando a participação dos alunos através das atividades escritas (testes, trabalhos, auto avaliação), as orais (conversas informais) e as de demonstração (material pedagógico). Observando seus alunos demonstram interesse pelo conteúdos ensinados e registrando o que eles sabem e como pensam matematicamente. Também será observado e registrado o que os alunos não sabem, pois, avaliar é também analisar aquilo que o aluno não aprendeu.





#professoraivaniferreira








Projeto de Leitura e Escrita - Passaporte da Leitura





















Plano de aula ortográfica do "CH"

Sugestão de plano de aula com dificuldades ortográfica do "CH"“através do texto A Chácara do Chico Bolacha” - envolvendo ditado semanal



Abaixo segue a poesia de Cecília Meireles “A Chácara do Chico Bolacha”. Além de muito criativa, auxilia  a escrever as palavras, diferenciando o “x” do “ch”.
     A melhor maneira de aprender a ortografia é ler, observar e escrever.
Dificuldade trabalhada: Uso do  CH












sexta-feira, 25 de março de 2016

Escola Municipal Leon Renault: Projeto :Promoção da Igualdade e Valorização da di...

Escola Municipal Leon Renault: Projeto :Promoção da Igualdade e Valorização da di...

Escola Municipal Leon Renault: Estudando medidas de comprimento (metro, centímetr...

Escola Municipal Leon Renault: Estudando medidas de comprimento (metro, centímetr...: MEDIDAS DE COMPRIMENTO                                               ...

Escola Municipal Leon Renault: Trabalhando com folhetos de supermercados - 5º ano...

Escola Municipal Leon Renault: Trabalhando com folhetos de supermercados - 5º ano...: O trabalho com folhetos promocionais de Supermercados como um recurso pedagógico, oportuniza ao aluno aprender a observar e identificar pro...

Plano de aula para o 1º ano do ensino fundamental- Tema circo

Tema: Dia do Circo!!





O circo é o lugar mágico que alimenta a fantasia.

A riqueza de suas atrações e a arte fantástica de seus profissionais emocionam pessoas de todas as idades.
O dia 27 de março foi escolhido como o dia do Circo em homenagem ao palhaço Piolin nascido, nesta data, em 1897.
O Palhaço Pirulito era o mais engraçado do Circo Arrelia, mas um dia ele apareceu com uma carinha triste. Ele havia perdido a alegria e não conseguia encontrá-la. Junto com o Palhaço Chicotinho e a bailarina Talita eles vão descobrir quem roubou a alegria do palhaço?


1º Momento: Contar a história ....
Quem Roubou a Alegria do Palhaço?

Autora: Gerusa Rodrigues Pinto
Editora Fapi-LTDA



No circo Arrelia, os palhaços viviam levando alegria para todas as crianças. Quando apareciam no picadeiro, cada palhaço era mais engraçado que o outro. 
Um se equilibrava sobre uma roda, outro tocava tuba.
Mas, o mais engraçado era o palhaço Pirulito. Ele fazia muitas estrepolias: dava cambalhotas e fazia malabarismo.
Certo dia, Pirulito apareceu com a carinha muito triste.
— Porque você está triste, meu amigo?
— Você não vai acreditar, mas eu perdi a alegria e não consigo encontra-la em nenhum lugar.
Talita, a menina que andava sobre uma bola, ouvindo a conversa, disse a Pirulito:
— Não se preocupe, eu vou ajudá-lo. E lá se foram os dois à procura da alegria perdida.
Vendo o trapezista, eles perguntaram:
— Você viu onde foi a alegria do palhaço Pirulito?
— Não, eu não vi. Pergunta ao homem que anda na corda-bamba,talvez ele saiba.
Então, eles perguntaram ao homem que andava na corda-bamba. Ele também disse que não havia visto a alegria do palhaço Pirulito. Mas, ele deu uma sugestão:
— Por que vocês não procuram o mágico Xaulim?
Ele é um sujeito misterioso, talvez tenha escondido a alegira do palhaço dentro de sua cartola.
Talita e Pirulito foram à procura do alojamento do mágico Xaulim.
Como tudo ali era estranho, Talita e Pirulito ficaram com medo e esconderam-se atrás de um baú.
O mágico chegou, tirou a cartola, deixou-a sobre a mesa e foi dormir.
Quando o mágico estava num sono profundo, eles saíram bem devagarinho, pegaram a cartola e saíram correndo.
Mas, uma coisa muito estranha aconteceu.
Enquanto eles corriam, da cartola saíam gargalhadas e mais gargalhadas.
Pirulito e Talita ficaram intrigados e resolveram olhar.
E lá dentro bem escondida, eles viram a alegria do palhaço Pirulito, que o mágico Xaulim havia roubado.
Mais que depressa, Talita colocou a cartola na cabeça do palhaço Pirulito.
Que transformação!...
Voltou a alegria do palhaço!
Ele pulava, fazia piruetas e mil palhaçadas, que boas gargalhadas em todos que estavam no circo.
Durante o espetáculo, Pirulito estava impossível. Ele fez tantas, palhaçadas, que tirou a graça dos outros
palhaços.
Por isso, Pirulito foi escolhido para ser o Rei dos palhaços.

Fazer a interpretação oral do texto

2º Momento: Atividade escrita

Interpretação escrita e registro no caderno.

3º Momento: Artes
                Fazer um palhacinho amarrado no barbante....Fica lindo!.





4º Momento: História ginasticada....


Era uma vez um palhacinho que estava muito triste. Ele estava cansado de ficar no circo.Resolveu, então, fugir para uma floresta.Ele arrumou o cabelo e saiu muito contente pulando que nem sapo (saltar)Na floresta haviam muitas árvores e o palhacinho ia contornando todas elas. (zig zag)No meio do caminho o palhacinho teve que atravessar um rio, então ele pegou um barco e saiu remando, remando (remar sentado) Quando chegou na outra margem ele encontrou uma enorme pedra atrapalhando seu caminho. O palhacinho começou a empurra-la. Empurrou, empurrou (empurrar) até que ela saiu do caminho.Mas adiante havia uma cerca bem no lugar onde o palhacinho deveria passar. O que foi que ele fez? Passou por baixo da cerca (rastejar) Do outro lado da cerca havia um canguru e o palhacinho resolveu imita-lo. (saltar como um canguru.)Enquanto ele imitava o bichinho, avistou um passarinho e resolveu imitar um canguru voador ( pular e bater com os braços)Mesmo brincando, o palhacinho começou a ficar cansado. Seu pezinho doía e ele resolveu caminhar só com o pé direito para descansar o outro (pular com o pé direito) , depois só com o pé esquerdo (pular com o pé esquerdo).A noite chegava rápido e o palhacinho cansado começava a ficar com medo. A única coisa que ele queria agora era voltar para o circo.Ele começou então a voltar pelo mesmo caminho.Ele contornava as árvores bem devagar pois estava muito cansado. (andar em zig zag bem devagar), sua garganta doía e ele fazia assim (respirar ofegante)O sono chegava depressa e o palhacinho não conseguia manter os olhos abertos por muito tempo (piscar).Neste momento ele avistou o circo e começou a ouvir o riso das crianças. O palhacinho já não se sentia mais cansado, não tinha medo nem sono. Ele começou a respirar fundo e bem devagar, afinal ele estava em casa. (exercício de respiração). 

(RETIRADO DO BLOG ESCOLA SEM MIMEOGRAFO)

• - Levar um palhacinho para a sala de aula;

• -Ler o texto pausadamente, enquanto a “monitora” caminha junto aos alunos fazendo os gestos e expressões solicitadas.
• (triste...fugir....pular....)


• Depois da leitura e movimento, colocar o CD com a música da Xuxa:

 O Palhacinho Atrapalhado.

• Era um palhacinho, muito atrapalhado
Dava piruetas, fazia caretas
Sempre que pulava, a calça caia
Ele ria, ele chorava e o público aplaudia
Esse palhacinho, tinha um monociclo
Dava muitas voltas, ao redor do circo
Sempre que parava, a calça caia
Ele ria, ele chorava e o público aplaudia

Corre, corre,corre palhacinho
Segura, segura, segura essa calça
Só mais uma vez, só pra gente rir
Que palhaço mais engraçado, deixou ela cair

Pula, pula, pula palhacinho
Segura, segura, segura essa calça
Só mais uma vez, só pra gente rir
Que palhaço, mais engraçado, deixou ela cair

Bem no finalzinho da apresentação
O nosso palhacinho mexia o popozão
Sempre que dançava, a calça caia
Ele ria, ele chorava e o público aplaudia
• 
• -Cantar de fazer a coreografia junto aos alunos


Avaliação: A avaliação será através da observação e realização das atividades propostas.