Quem sou eu

Minha foto
Brumadinho, MG, Brazil
Ivani Ferreira é professora e blogueira . Possui graduação em Letras pela Faculdade Asa de Brumadinho (2006), Normal Superior pela Universidade Federal de Montes Claros(2005), especialização em Psicopedagogia pela Universidade Federal Castelo Branco (2007), Supervisão Pedagógica pela FINON (2008). Professora efetiva na rede Municipal de Brumadinho desde 2005, porém, atua na rede municipal com turmas da Educação Infantil , Ensino Fundamental 1 e 2 , desde o ano de 2002. Trabalhou como supervisora pedagógica na Escola Municipal Leon Renault- Brumadinho/MG (2013- 2016). Atualmente trabalha como professora da Educação Infantil na EMEI Nair das Graças Prado em Brumadinho/MG. Sejam bem vindos(as)!!!

sábado, 6 de maio de 2017

Projeto Mata Atlântica -3º ao 5º ano do ensino fundamental


                       PROJETO:



Sem Deus no coração, as futuras gerações colocarão em risco a vida no planeta. Por maior que seja o avanço tecnológico da humanidade, impossível que o homem viva em paz sem que a ideia de Deus o inspire em suas decisões”

INTRODUÇÃO:
 A educação Ambiental não deve ser tratada como algo distante do cotidiano dos alunos, mas como parte de suas vidas. É de suma importância a conscientização da preservação do Meio Ambiente para a nossa vida e todos os seres vivos, afinal vivemos nele e precisamos que todos os seus recursos naturais sejam sempre puros. Precisamos criar condições para que nossos alunos, mesmo bem novos, possam refletir e debater sobre o tema” “Preservação da Mata Atlântica”, da sua fauna e flora, para que venham agir de forma responsável, conservando o meio ambiente no presente para o futuro.
A Mata Atlântica é um bioma que acompanha a costa brasileira. De acordo com os dados do site do SOS Mata Atlântica “Ela é a floresta mais ameaçada do Brasil: restam somente 7,9% de remanescentes florestais em fragmentos acima de 100 hectares (fragmentos representativos para a conservação da biodiversidade)”.

Este projeto será interdisciplinar abrangendo as matérias de Língua Portuguesa, Matemática, Informática, Ciências humanas e da natureza.
[...] a interação entre duas ou mais disciplinas, que pode ir desde a simples comunicação de ideias até a interação recíproca dos conceitos fundamentais e da teoria do conhecimento, da metodologia e dos dados de pesquisa. (ZABALA)


                                 
OBJETIVO GERAL:
 Oportunizar pesquisas e conscientizar aos alunos sobre a importância de conservar a Mata Atlântica que é um dos biomas mais rico do mundo em espécies de fauna e flora, o qual, abriga a maior parte de espécies de animais, aguçando a curiosidade e estimulando a busca pelo conhecimento.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
·        Despertar nas crianças valores e ideias de preservação da natureza e senso de responsabilidade para com as gerações futuras;
·        Sensibilizar de forma lúdica sobre o uso sustentável dos recursos naturais através de suas próprias ações;
·        Conscientizar os alunos sobre a importância da Mata Atlântica e sua biodiversidade;
·          Adquirir valores e atitudes de respeito ao meio ambiente, para que não haja extinção dos animais e para os perigos do desmatamento;

 DESENVOLVIMENTO DO PROJETO:
O Projeto será desenvolvido através das seguintes ações:
LÍNGUA PORTUGUESA:
ü Leitura de textos informativos sobre o tema;
ü Curiosidades sobre a fauna e a flora da Mata atlântica;
ü Produções de textos: Relatos, convites, mensagens de conscientização e reflexão...
ü Música;
ü Poesia e literatura de cordel.

MATEMÁTICA:
ü Situações problemas;
ü Frações simples;

CIÊNCIAS:
ü Espécies que habitam a Mata Atlântica
ü Extinção dos animais
ü Desmatamento:
GEOGRAFIA E HISTÓRIA:
ü Regiões do Brasil com biomas/ Mata Atlântica.
ü Clima
ü Povos /habitantes.
INTERNET:
ü Pesquisas  
ü Projeção de imagens.
 RECURSOS MATERIAIS:
ü Aparelho de som, projetor de imagens, computador, papéis (ofício, cartolina, color set, lápis, borracha, tintas guaches...

AVALIAÇÃO: Será avaliado o envolvimento nas pesquisas, discussões participação nas atividades propostas e nas explicações no dia da feira.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

- SOS Mata Atlântica-Fundação SOS Mata Atlântica; INPE- Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica – Período 2013-2014. São Paulo: Fundação SOS Mata Atlântica, 2015, p. 60
- https://www.sosma.org.br/nossa-causa/a-mata-atlantica


Sugestões de atividades:
Aula 1.
INÍCIO /DETONADOR DO PROJETO.
Documentário “Mata Atlântica”
Assistir ao documentário “Mata Atlântica” dirigido por Paulo Rufino. Este vídeo-documentário, conta um pouco da história da formação da Mata Atlântica, a importância da Mata Atlântica, e quais as consequências do desmatamento.




Após assistir será feita as discussões sobre do documentário, tais como:
1.   Como foi formada a Mata Atlântica?
2.   Qual e o clima predominante nesta região?
3.   Porque resta apenas 1% da Mata Atlântica no Brasil?
4.   Qual a importância da Mata Atlântica para o Brasil e para o mundo?

Aula 2.
Textos informativos sobre o tema.
Conversa sobre os textos lidos.
Atividades em grupo:
            Conhecendo a Mata Atlântica!!!
Dividir os alunos em dupla para pesquisar na sala de informática as seguintes questões.

Dupla 1:
  • O que é a Mata Atlântica?
  •    Como foi formada a Mata Atlântica?
         Dupla 2:
  
  • Quais animais que vivem na Mata Atlântica e quais animais estão em extinção?
·                                  Dupla 3:
·         Quais aves habitam a mata atlântica? Quais estão em extinção?

·                            Dupla 4:
  • O que é o desmatamento?
  • Quais as consequências do desmatamento?
Dupla 5:
  • Quem cuida da Mata Atlântica?
  • O que é a fundação S.O.S Mata Atlântica?
Dupla 6:
  •  Qual o significado da bandeira símbolo da fundação S.O.S Mata Atlântica?
  • Qual animal é símbolo da Mata Atlântica?
·                                      Dupla 7:
  • O que é um bioma?

           Aula 3

Organizar a pesquisa e presentar em classe.

Aula 4

Artes!
Reproduzir alguns animais que habitam a “Mata Atlântica”, utilizando caixas de papelão.





Aula 5

      Preencher desenhos de aves em forma de mosaicos.

 
Aula 6

Maquete da Mata Atlântica
Construir uma maquete mostrando a devastação e como a mesma é prejudicial.

Aula 7
Construção de frases para o público que for na culminância do projeto
Convite para a exposição do projeto.
Construção de jogos.

         Aula 8
Fração representada na bandeira.

Bandeira S.O.S Mata Atlântica




Anexos:

Mata Atlântica
A Mata Atlântica é formada por um conjunto de formações florestais (Florestas: Ombrófila Densa, Ombrófila Mista, Estacional Sem decidual, Estacional Decidual e Ombrófila Aberta) e ecossistemas associados como as restingas, manguezais e campos de altitude, que se estendiam originalmente por aproximadamente 1.300.000 km2 em 17 estados do território brasileiro. Hoje os remanescentes de vegetação nativa estão reduzidos a cerca de 22% de sua cobertura original e encontram-se em diferentes estágios de regeneração. Apenas cerca de 8,5% estão bem conservados em fragmentos acima de 100 hectares. Mesmo reduzida e muito fragmentada, estima-se que na Mata Atlântica existam cerca de 20.000 espécies vegetais (cerca de 35% das espécies existentes no Brasil), incluindo diversas espécies endêmicas e ameaçadas de extinção. Essa riqueza é maior que a de alguns continentes (17.000 espécies na América do Norte e 12.500 na Europa) e por isso a região da Mata Atlântica é altamente prioritária para a conservação da biodiversidade mundial. Em relação à fauna, os levantamentos já realizados indicam que a Mata Atlântica abriga 849 espécies de aves, 370 espécies de anfíbios, 200 espécies de répteis, 270 de mamíferos e cerca de 350 espécies de peixes.
Além de ser uma das regiões mais ricas do mundo em biodiversidade, tem importância vital para aproximadamente 120 milhões de brasileiros que vivem em seu domínio, onde são gerados aproximadamente 70% do PIB brasileiro, prestando importantíssimos serviços ambientais. Regula o fluxo dos mananciais hídricos, assegura a fertilidade do solo, suas paisagens oferecem belezas cênicas, controla o equilíbrio climático e protege escarpas e encostas das serras, além de preservar um patrimônio histórico e cultural imenso. Neste contexto, as áreas protegidas, como as Unidades de Conservação e as Terras Indígenas, são fundamentais para a manutenção de amostras representativas e viáveis da diversidade biológica e cultural da Mata Atlântica.
A cobertura de áreas protegidas na Mata Atlântica avançou expressivamente ao longo dos últimos anos, com a contribuição dos governos federais, estaduais e mais recentemente dos governos municipais e iniciativa privada. No entanto, a maior parte dos remanescentes de vegetação nativa ainda permanece sem proteção. Assim, além do investimento na ampliação e consolidação da rede de áreas protegidas, as estratégias para a conservação da biodiversidade visam contemplar também formas inovadoras de incentivos para a conservação e uso sustentável da biodiversidade, tais como a promoção da recuperação de áreas degradadas e do uso sustentável da vegetação nativa, bem como o incentivo ao pagamento pelos serviços ambientais prestados pela Mata Atlântica. Cabe enfatizar que um importante instrumento para a conservação e recuperação ambiental na Mata Atlântica, foi a aprovação da Lei 11.428, de 2006 e o Decreto 6.660/2008, que regulamentou a referida lei.
                                                          Fonte: http://www.mma.gov.br/biomas/mata-atlantica

Curiosidades!
  • A Mata Atlântica já cobriu cerca de 12% do território nacional. Hoje, restam apenas cerca de 7% da cobertura original da Mata.
  • Em 1993, um estudo realizado por técnicos do Jardim Botânico de Nova Iorque identificou, na região da Reserva Biológica de Una, no sul da Bahia, a maior diversidade de árvores do mundo, com 450 espécies diferentes num só hectare de floresta.
  • O primeiro parque nacional brasileiro foi criado em uma área de Mata Atlântica, em 14 de junho de 1937. O Parque Nacional de Itatiaia fica entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais e abriga 360 espécies de aves (incluindo gaviões, codornas e tucanos) e 67 espécies de mamíferos (como a paca, macacos e preguiças).
  • Parte da Mata Atlântica foi reconhecida pela Unesco como Reserva da Biosfera no começo da década de 90. A Reserva estende-se por cerca de 5 mil quilômetros ao longo da costa brasileira, com área total de 290 mil quilômetros quadrados.
  • A queima de florestas, ainda comum nos dias de hoje, era a prática mais empregada na preparação da terra para o plantio. Em 1711, o jesuíta André Antonil estabeleceu regras para orientar o plantio da cana-de-açúcar: “roça-se, queima-se e alimpa-se, tirando-lhe tudo o que pode servir de embaraço”. Neste caso, o “embaraço” era a própria Mata Atlântica, cujas árvores serviam também como lenha para alimentar fornalhas da indústria do açúcar.
  • A exuberância, a imponência e a riqueza da Mata Atlântica marcaram profundamente a imaginação dos europeus e contribuíram para criar uma imagem de terra paradisíaca, onde os recursos naturais pareciam inesgotáveis.

  • Nos anos 70, restavam pouco mais de 200 micos-leões-dourados na natureza. Com o programa para tentar recuperar a população desses animais na Mata Atlântica no Rio de Janeiro, o número de micos já chega a mil.
  • O mico-leão-dourado está sempre em grupos de 5 a 6 indivíduos, chegando a viver por até 15 anos. Eles se alimentam de frutos silvestres, insetos e pequenos vertebrados.
  • Existem quatro espécies de micos-leões, todas encontradas apenas no Brasil: o mico-leão-dourado, que vive na Mata Atlântica de Baixada Costeira do estado do Rio de Janeiro; o mico-leão-da-cara-dourada, encontrado na região cacaueira do sul da Bahia; o mico-leão-preto, encontrado no Morro do Diabo, Pontal do Paranapanema (SP); e o mico-leão-da-cara-preta, último a ser descoberto, em 1990, que vive na região do Lagamar (Paraná e São Paulo).




                                           Poema:  Mata Atlântica.
 
De escarpa em escarpa
plantou a natureza
esse imenso celeiro
com tamanha presteza.  

Lindo manto verde
de missão sem par,
com riquezas deslumbrantes
como rios, selvas e mar.  

Berço acolhedor
de vidas e pureza.
Grande verde mata...
Quanta singeleza!  

Atlântica Mata!
Pulmão da humanidade.
Bendita sempre seja...
És a nossa majestade.  

E Deus fez de ti,
para sempre infinita.
No litoral brasileiro,
és profunda e bonita.   

Quando chega a primavera
e abrem as suas flores,
sempre é linda a aquarela
aos primeiros rumores...  

nas manhãs orvalhadas,
quando vem lá de cima
da copa das árvores...
Um véu de neblina.

Quando a noite vem
e adormece o seu seio,
reluz nas folhagens o brilho
de uma estrela que veio...

de uma longa viagem.
Pelos rios e verdes matas
e as visagens lindas que se tem
nas cachoeiras e cascatas...

lute no momento
com total dignidade 
e conserve, ainda há tempo,
toda a biodiversidade. 

A nossa grande reserva
dessa linda biosfera,
nos pede muito carinho...
E uma amizade sincera.
jozeddonato - http://jozeddonato.webnode.com.br


                                             Temas: CORDEL

Cadê a Mata que lhes dei?

(Quadra)
Sonhei que já estava morto
E com Deus fui conversar,
E em uma dessas conversas
Foi Ele assim me perguntar:

(Setilha)
- Meu filho você veio
Do litoral da Bahia?
Lá fiz a Mata Atlântica
Foi logo no sexto dia
Pedi ao homem pra cuidar
Para purificar o ar.
Como fiz com alegria!

(Décima)
Como a Mata está
Eu pergunto a você?
Estou querendo saber.
De tudo que nela há
Dei para conservar
Pros animais ter moradia
E os pássaros na sinfonia
Fazer a orquestração
Pra vocês da região
Viver em plena harmonia.

As árvores como estão
E os frutos com o sabor?
Eu os fiz com muito amor
Pra cair sementes no chão
Para que nesta região
As árvores multiplicasse
Para que purificasse
Todo o ar do ambiente
Fiz também as nascentes
Para que a água jorrasse.

Diz meu filho como estão
Os pássaros que lá deixei
Fiz mais ainda não sei
Se houve conservação.
Dediquei a esta criação
Todo fruto e toda flor
Regados com muito amor
Mandei que a chuva molhasse
Pra que a semente vingasse
E desse fruto com sabor.

A Mata Atlântica eu quis
Fazer em todo o litoral
Alegrar gente e animal
Foi pra isso que eu fiz
Com firmeza na raiz
Para que pudesse aguentar
Macaco, mico, sabiá,
E que todos os moradores
Tivessem muitos sabores
Na hora de alimentar.

Para a mata aumentar
Em toda sua extensão
Coloquei a criação
Pra desse caso cuidar
Estando tudo no lugar
Para que a flor fecundasse
Deixei que a abelha levasse
Os polens para as flores
Junto com os beija-flores
Pra que tudo continuasse.

Diz meu filho como está
Os rios que lá deixei?
Isso tudo eu programei
Para que os viventes da Mata
Tivesse a água farta
Pra lavar e pra beber
Também fiz o rio descer
Cheio de peixes graúdos.
Eu programei tudo
Para o homem feliz viver.

Fiz o bioma na meta
Para o ciclo prolongar
Pra viver naquele lugar
Deixei a fauna repleta
E a flora por completa
Deixei tudo de montão
Deixei micróbios no chão
Para os dejetos destruir
E para tudo florir
Deixei o adubo no chão.

O que Eu vejo é horrendo!
E no estado da Bahia
Tudo que daqui eu via
Já não mais estou vendo
O que está acontecendo?
Procuro o que plantei
Mas ainda não avistei.
Vejo grande devastação!
Como dói meu coração
Cadê a Mata que lhes dei?

- Meu Pai todo poderoso
Não sei o que responder!
A semente do mal foi nascer
No coração orgulhoso
Do homem ambicioso.
O egoísmo ele encontrou
E a Mata ele devastou.
O que fizeste com alegria
Ele matou por covardia
O que o Senhor plantou!

Acordei de manhã cedo
Contemplei o horizonte
Bem longe estava o monte
Que até fiquei com medo
Fazia parte do enredo
Muitas árvores queimadas
Tudo seco eu avistava.
Então eu fiquei tristonho
E lembrando do sonho
A tristeza me dominava.


de Airam Ribeiro
Itanhém - BA - por correio eletrônico


POEMA: MATA ATLÂNTICA

A grande Mata diz NÃO!
Parem agora com a devastação.
Ela quer resultado sem demora,
Estão prejudicando a sua fauna e flora.

Vamos lá e seja um bom amigo,
Salve a natureza e lute comigo.
Os Mangues e as Praias, sujos estão,
Jogue tudo no lixo e não jogue no chão.

A verde Mata está perdendo sua cor,
E reclama pela falta de amor.
Vamos lá dar cor e esperança,
A nossa querida Mata Atlântica.

A Mata Atlântica em poesia
Hoje é o dia da Mata Atlântica.
E não se pode comemorar
Restam dela só dez por cento?
Mas a gente desvia o olhar

Animais em migração
Da vida livre pro alçapão
Vivem doidos a gritar
Mas a gente desvia o olhar

As cidades estão crescendo
Muitas casas pra morar
E a mata indo embora
Mas a gente desvia o olhar

Abrem estradas na encosta
Pois nas casas querem chegar
Quando chove, tudo escorrega
Mas a gente desvia o olhar

Nossos rios poluídos
muita química no ar...
As indústrias avançando
Mas a gente desvia o olhar

Criam áreas protegidas
Que enfim já são por lei
E o resto ao Deus dará
Mas a gente desvia o olhar

Todo foco é pra Amazônia
Gritam que vai acabar
Ainda temos oitenta por cento dela?
Mas a gente desvia o olhar

4 comentários:

  1. Projeto excelente! Vou aprofundar no conteudo do livro didáctico. Trabalho com livros da coleção campo aberto.Nele vem um pouco sobre biomas.

    ResponderExcluir
  2. Sou sua fã Ivani Ferreira! Obrigada por compartilhar saberes...bjusss

    ResponderExcluir
  3. Gostei desse projeto sobre biomas / Mata Atlântica. Vou trabalhar com uma turma do 6º ano .(Janea)

    ResponderExcluir